Difference between revisions of "Development/Tutorials/Setting Up/pt-br"

Jump to: navigation, search
(Created page with "Presumindo que você tenha as dependências adequadas instaladas (você precisará consultar o gerenciador de pacotes da sua distribuição), isso deve terminar em uma compila...")
 
(16 intermediate revisions by the same user not shown)
Line 1: Line 1:
 
<languages/>
 
<languages/>
  
Ao contrário da crença popular, você não precisa instalar todo o "KDE" (não é possível baixar uma comunidade) ou um kdelibs monolítico (não existe mais) apenas para desenvolver software KDE. Isso é especialmente verdade se você quiser usar apenas alguns [[Frameworks|KDE Frameworks]] para o seu projeto Qt. Você nem precisa compilar nada! Exceto o seu próprio projeto, é claro. É verdade que existem algumas maneiras de usar as bibliotecas do KDE no seu aplicativo, portanto esta página lista algumas delas, dependendo da sua situação ou necessidade.
+
Ao contrário da crença popular, você não precisa instalar todo o "KDE"(não é possível baixar uma comunidade) ou um kdelibs monolítico(não existe mais) apenas para desenvolver software KDE. Isso é especialmente verdade se você quiser usar apenas alguns [[Frameworks|KDE Frameworks]] para o seu projeto Qt. Você nem precisa compilar nada! Exceto o seu próprio projeto, é claro. É verdade que existem algumas maneiras de usar as bibliotecas do KDE no seu aplicativo, portanto esta página lista algumas delas, dependendo da sua situação ou necessidade.
  
 
= Instalação =
 
= Instalação =
Line 11: Line 11:
 
* Qt - a partir de 2019-06, a [[Community:Frameworks/Policies#Frameworks_Qt_requirements|versão requerida]] é no mínimo Qt 5.10
 
* Qt - a partir de 2019-06, a [[Community:Frameworks/Policies#Frameworks_Qt_requirements|versão requerida]] é no mínimo Qt 5.10
  
CMake - a partir de 2019, a versão requerida é o CMake 3.5
+
* CMake - a partir de 2019, a versão requerida é o CMake 3.5
  
 
* Compilador - No Linux, o GCC 4.8 e o Clang 3.3 são requeridos, permitindo suporte aos recursos do C ++ 11
 
* Compilador - No Linux, o GCC 4.8 e o Clang 3.3 são requeridos, permitindo suporte aos recursos do C ++ 11
Line 23: Line 23:
 
</syntaxhighlight>
 
</syntaxhighlight>
  
É isso aí! Você pode prosseguir agora para [[#Using_KDE_Frameworks|usando o framework]] no seu aplicativo. Obviamente, isso pressupõe que sua distribuição tenha uma versão mais ou menos recente do  framework em seu repositório ou que você está confortável em não usar a mais recente. Caso contrário, prossiga para o Plano B.
+
É isso aí! Você pode prosseguir agora para [[#Usando o KDE Frameworks|usando o KDE Frameworks]] no seu aplicativo. Obviamente, isso pressupõe que sua distribuição tenha uma versão mais ou menos recente do  framework em seu repositório ou que você está confortável em não usar a mais recente. Caso contrário, prossiga para o Plano B.
  
 
== Faça assim! ==
 
== Faça assim! ==
Line 49: Line 49:
 
Presumindo que você tenha as dependências adequadas instaladas (você precisará consultar o gerenciador de pacotes da sua distribuição), isso deve terminar em uma compilação bem-sucedida, pronta para instalação. Observe que o software KDE usa uma estrutura de "out-of-source build" para tornar as coisas mais claras e fáceis de limpar, se necessário.  
 
Presumindo que você tenha as dependências adequadas instaladas (você precisará consultar o gerenciador de pacotes da sua distribuição), isso deve terminar em uma compilação bem-sucedida, pronta para instalação. Observe que o software KDE usa uma estrutura de "out-of-source build" para tornar as coisas mais claras e fáceis de limpar, se necessário.  
  
=== Step 3: Install ===
+
=== Passo 3: Instalar ===
  
This part is usually tricky. Normally, you'd issue the <code>make install</code> command at this point, which you can certainly do that if you already know the CMake trick. You can also use <code>sudo make install</code> but that would overwrite your system-installed version of the framework without prejudice. The safest way would be to install the framework [[Development/Tutorials/Using_Actions#Make.2C_Install_And_Run|somewhere in your home directory]], following the steps outlined in this tutorial. Do note you'll have to adjust some system environment variables so that your project will see the newly-installed framework.
+
Esta parte é geralmente complicada. Normalmente, você executa o comando <code>make install</code> neste momento, o que certamente pode ser feito se você já conhece os segredos do CMake. Você também pode usar o <code>sudo make install</code>, mas isso sobrescreveria a versão do framework instalado pelo sistema, sem prejuízo. A maneira mais segura seria instalar o framework em [[Development/Tutorials/Using_Actions#Make.2C_Install_And_Run|algum lugar no seu diretório home]], seguindo as etapas descritas neste tutorial. Observe que você precisará ajustar algumas variáveis de ambiente do sistema para que seu projeto veja a estrutura recém-instalada.
  
== Use the source ==
+
== Use o fonte ==
  
KDE does have a tool that specializes in automating the above. It might be overkill for one-off use of frameworks but if you find yourself getting attached to more and more KDE Frameworks (which is definitely a good thing), you might want to give [[Community:Get_Involved/development#Set_up_kdesrc-build|the kdesrc_build tool]] a good try. It's especially useful for developers interested in leveling up to become KDE rockstars.
+
O KDE possui uma ferramenta especializada em automatizar o que foi feito acima. Pode ser exagerado para o uso de um único framework, mas se você encontrar-se com mais e mais KDE Frameworks( o que é definitivamente uma coisa boa), convém dar uma chance [[Community:Get_Involved/development#Set_up_kdesrc-build|a ferramenta kdesrc_build]]. É especialmente útil para desenvolvedores interessados em subir de nível para se tornarem rockstars do KDE.
  
= Using KDE Frameworks =
+
= Usando o KDE Frameworks =
  
Made it this far? Congratulations! The brunt of the setup work is complete and you're ready to use that powerful new framework to boost your Qt application. If you're using QMake, all you need is to add a simple line to your project file:
+
Chegou tão longe? Parabéns! O peso do trabalho de instalação está completo e você está pronto para usar esse novo e poderoso framework para aprimorar seu aplicativo Qt. Se você estiver usando o QMake, basta adicionar uma linha simples ao seu arquivo de projeto:
  
 
<syntaxhighlight lang="make">
 
<syntaxhighlight lang="make">
Line 65: Line 65:
 
</syntaxhighlight>
 
</syntaxhighlight>
  
If you're using CMake, be sure to check out the helpful Extra CMake Modules for making it easy to look for and add KDE Frameworks. Check out the [[Frameworks|Frameworks Quick Start Guide]] for a simple example of using the framework or jump right into the [[Development/Tutorials|rest of Tutorials]].
+
Se você estiver usando o CMake, verifique o útil Extra CMake Modules para facilitar a procura e adição de módulos ao KDE Frameworks. Confira o [[Frameworks|Frameworks Quick Start Guide]] para obter um exemplo simples do uso do framework ou vá direto para o [[Development/Tutorials|restante dos tutoriais]].

Latest revision as of 20:11, 18 October 2019

Other languages:
English • ‎português do Brasil

Ao contrário da crença popular, você não precisa instalar todo o "KDE"(não é possível baixar uma comunidade) ou um kdelibs monolítico(não existe mais) apenas para desenvolver software KDE. Isso é especialmente verdade se você quiser usar apenas alguns KDE Frameworks para o seu projeto Qt. Você nem precisa compilar nada! Exceto o seu próprio projeto, é claro. É verdade que existem algumas maneiras de usar as bibliotecas do KDE no seu aplicativo, portanto esta página lista algumas delas, dependendo da sua situação ou necessidade.

Instalação

Pré-requisitos

Este guia se concentra principalmente na configuração do KDE Frameworks. Quer você o compile a partir do código-fonte ou use os pacotes da sua distribuição, você precisará de mais algumas peças para usá-los.

  • CMake - a partir de 2019, a versão requerida é o CMake 3.5
  • Compilador - No Linux, o GCC 4.8 e o Clang 3.3 são requeridos, permitindo suporte aos recursos do C ++ 11

Muito Fácil: Package manager

A maneira mais fácil e segura de usar KDE framework é instalá-lo (ou seu pacote de desenvolvimento) a partir do gerenciador de pacotes da sua distribuição Linux. Digamos que você queira adicionar alguma sintaxe destacada ao seu widget de edição de texto Qt. No KDE Neon ou Kubuntu ou Debian, esta linha define tudo:

sudo apt install libkf5syntaxhighlighting-dev

É isso aí! Você pode prosseguir agora para usando o KDE Frameworks no seu aplicativo. Obviamente, isso pressupõe que sua distribuição tenha uma versão mais ou menos recente do framework em seu repositório ou que você está confortável em não usar a mais recente. Caso contrário, prossiga para o Plano B.

Faça assim!

O KDE Frameworks é lançado mensalmente para garantir que os desenvolvedores sempre tenham acesso a correções de bugs ou novos recursos assim que possível. As Plasma workspaces e os aplicativos do KDE também têm suas próprias agendas de lançamento. Às vezes, no entanto, as distros nem sempre fornecem a versão mais recente do software KDE que você pode precisar. Se for esse o caso, talvez seja necessário compilar a estrutura a partir do fonte. Não se preocupe, não é tão assustador ou complicado como no passado.

Passo 1: baixar o framework

Faça o download da versão mais recente do framework a partir da tarballs ou do Git. Observe que o Git master sempre terá a versão mais recente do código e pode não ser estável, portanto, verifique a tag stable da versão que você precisa.

git clone https://anongit.kde.org/kwidgetsaddons.git

Passo 2: Compile-o!

Vá para o diretório do framework baixado/clonado e execute os seguintes comandos:

mkdir build && cd build
cmake .. -DCMAKE_INSTALL_PREFIX=$HOME
make install

Presumindo que você tenha as dependências adequadas instaladas (você precisará consultar o gerenciador de pacotes da sua distribuição), isso deve terminar em uma compilação bem-sucedida, pronta para instalação. Observe que o software KDE usa uma estrutura de "out-of-source build" para tornar as coisas mais claras e fáceis de limpar, se necessário.

Passo 3: Instalar

Esta parte é geralmente complicada. Normalmente, você executa o comando make install neste momento, o que certamente pode ser feito se você já conhece os segredos do CMake. Você também pode usar o sudo make install, mas isso sobrescreveria a versão do framework instalado pelo sistema, sem prejuízo. A maneira mais segura seria instalar o framework em algum lugar no seu diretório home, seguindo as etapas descritas neste tutorial. Observe que você precisará ajustar algumas variáveis de ambiente do sistema para que seu projeto veja a estrutura recém-instalada.

Use o fonte

O KDE possui uma ferramenta especializada em automatizar o que foi feito acima. Pode ser exagerado para o uso de um único framework, mas se você encontrar-se com mais e mais KDE Frameworks( o que é definitivamente uma coisa boa), convém dar uma chance a ferramenta kdesrc_build. É especialmente útil para desenvolvedores interessados em subir de nível para se tornarem rockstars do KDE.

Usando o KDE Frameworks

Chegou tão longe? Parabéns! O peso do trabalho de instalação está completo e você está pronto para usar esse novo e poderoso framework para aprimorar seu aplicativo Qt. Se você estiver usando o QMake, basta adicionar uma linha simples ao seu arquivo de projeto:

QT += KWidgetsAddons

Se você estiver usando o CMake, verifique o útil Extra CMake Modules para facilitar a procura e adição de módulos ao KDE Frameworks. Confira o Frameworks Quick Start Guide para obter um exemplo simples do uso do framework ou vá direto para o restante dos tutoriais.


This page was last edited on 18 October 2019, at 20:11. Content is available under Creative Commons License SA 4.0 unless otherwise noted.